1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1.789.891 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Fase 3 do Minha casa Minha vida ganhará nova faixa de financiamento

Fase 3 do Minha casa Minha vida ganhará nova faixa de financiamento

O programa Minha casa Minha vida vai ser aperfeiçoado em sua fase 3, de acordo com o ministro do planejamento, orçamento e gestão, Nelson Barbosa depois de uma reunião com o ministro das cidades Gilberto Kassab, Miriiam Belchior presidente da Caixa Econômica e mais alguns representantes da indústria da construção civil está previsto que isso seja lançado até o fim de 2015, entenda como vai ficar.

Minha casa Minha vida – Fase 3

Segundo o ministro o programa Minha casa Minha vida vai ampliar bastante o alcance de beneficiários com essa nova modalidade de financiamento, ela está recebendo o nome de Faixa 1 com FGTS que é uma nova faixa de financiamento minha casa minha vida, essa nova modalidade vai combinar os incentivos da faixa dos beneficiários que possuem uma renda de até R$1.600 com os que estão na faixa salarial entre R$1.600 até R$3.275.

Minha casa Minha vida (imagem: divulgação)

Minha casa Minha vida (imagem: divulgação)

O Ministro deu a seguinte declaração a respeito dessa nova modalidade: “O programa continua, vai ser aperfeiçoado, e vai ter uma nova modalidade, que estamos chamando de Faixa 1 com FGTS, combinando os incentivos da Faixa 1 com os incentivos da Faixa 2, para aumentar o público que tem acesso a esse programa” e também que “está em estudo, no caso de financiamento, o trabalhador ou beneficiário poder usar as cotas dos recursos do FGTS como parte do pagamento”

José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, declarou que um beneficiário que recebe até R$1.600 de salário vai se enquadrar na faixa 1 do programa e paga 5% de mensalidade, já o beneficiário que recebe R$1.600,01 pra cima vai pagar o valor de 25% da sua renda.

José Carlos Martins disse ainda “É lógico que temos de criar um produto intermediário. O que está sendo proposto é que parte dele seja assumido como se fosse um financiamento por parte do FGTS” ele disse ainda que foram criados alguns grupos de trabalhar para fazer uma melhor avaliação a respeito dessas mudanças e sobre a transição da fase 2 para o minha casa minha vida fase 3.

Minha casa Minha vida – Expectativas para a nova fase

Gilberto Kassab, ministro das cidades, falou que a meta é construir 3 milhões de moradias até o fim de 2018 , isso significa que vão atender cerca de 25 milhões de pessoas com o minha casa minha vida fase 3.

Programa Minha casa Minha vida (imagem: divulgação)

Programa Minha casa Minha vida (imagem: divulgação)

A expectativa é lançar essa fase 3 até o final de 2015 e na medida que for avançando será possível ampliar o impacto do minha casa minha vida, sempre seguindo a meta de 3 milhões de novas casas até 2018.

Recomendados para você:

Comente (será moderado)