1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Minha Casa Minha Vida Tocantis 2016 e 2017

O Minha Casa Minha Vida já entregou mais de 2 milhões de moradias, segundo dados do Portal Brasil. O programa é destinado, principalmente, a famílias com baixa renda que podem financiar até 96% do valor do imóvel. No Estado de Tocantins, os cadastros já realizados foram feitos pela Secretaria responsável pelos projetos habitacionais em parceria com o Governo Federal.

Como fazer a Inscrição do Minha Casa Minha Vida Tocantis

A prioridade do programa habitacional Minha Casa Minha Vida é para as famílias com baixa renda. Podem participar brasileiros maiores de 18 anos ou emancipados, pessoas que moram no seu município há pelo menos três anos, que não possuem imóvel próprio, que não participaram de outros programas habitacionais e que possuam a renda familiar de no máximo três salários mínimos.

Minha Casa Minha Vida Santa Catarina 2016 e 2017

Minha Casa Minha Vida Tocantins 2016 e 2017

Caso a família venha pleitear um imóvel pela Minha Casa Minha Vida, a renda mensal deve ser de até R$ 1.800,00, para conseguir o financiamento de até 96% do valor de venda do imóvel. Uma nova faixa de até A segunda faixa de renda deve ser de até R$ 3.100,00 e a terceira até R$ 6,5 mil. Essas duas últimas faixas recebem algumas facilidades como, por exemplo, descontos, subsídios e redução do valor de seguros habitacionais.

Onde fazer a inscrição do Minha Casa Minha Vida Tocantis

A inscrição no Minha Casa Minha Vida é feita na Secretaria de Desenvolvimento Regional, Urbano e Habitação (Sedruh) para quem é da primeira faixa e das outras, a pessoa deve se encaminhar a um correspondente bancário.

Tem prioridade no sorteio das casas pelo Minha Casa Minha Vida, as famílias que moram em área de risco ou que estão desabrigadas por algum motivo, as famílias cujas mulheres são responsáveis pela renda e as famílias que possuem membros com alguma deficiência física.

Quais os Documentos Necessários para a Inscrição MCMV

São necessários os seguintes documentos para inscrição: comprovante de residência e de renda, documento de identificação (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), número do CPF dos moradores da casa que somam renda e também a data de nascimento de toda a família que reside no mesmo imóvel. Caso tenha cônjuge, é necessário levar a certidão de casamento e também os documentos do mesmo.

É preciso preencher um formulário de demanda com as informações dos documentos citados anteriormente, para que o seu caso seja analisado e incluído na seleção e classificação de ordem dos programas habitacionais, para o sorteio das unidades.

Expectativas para o Programa em 2017

Aquelas que já se cadastraram devem sempre atualizar as suas informações para facilitar o contato. Recentemente, foi anunciada a construção de mais 600 mil casas para as famílias enquadradas na faixa I do programa, agora com renda mensal a partir de R$1.800,00.

Recomendados para você:

Comente (será moderado)